Acabamento e reforma sem dor de cabeça? É possível?


imprimir
Adquirir um imóvel novo ou usado requer sempre acabamentos ou reformas. Essas duas palavras são sinônimas de dor de cabeça para muitos proprietários. Mas, é possível não ter problemas durante este processo?

Sim, com planejamento, é possível eliminar  mais de 90% dos problemas. A execução de serviços do inicio ao fim é um processo complexo, envolve muitas etapas, então, o melhor a fazer é Planejar.

Planejar as  ações, recursos, tempo, custo e até logística, pode parecer estranho, mas é essencial.

Na ação inicie com  pesquisas de produtos e materiais, suas finalidades,  aspectos não muito profundos, geralmente aqueles descritos nas embalagens e fichas técnicas, são  suficientes para entender sua utilização, qualidade, quantidade, rendimento, etc.

Estas informações serão de grande auxilio na hora da compra, e não abre espaço para vendas induzidas de produtos semelhantes, porém com características técnicas diferentes do produto indicado, o que acarreta sérios problemas.

Outro fator a levar em conta, é o profissional, qualidade dos serviços, custo de mão de obra em conformidade com o mercado, tempo de execução de cada serviço, e a disponibilidade dos profissionais.

Conhecer a sequencia dos trabalhos é importante para que não remontem as atividades.

Um projeto que possa ser acompanhado por um arquiteto ou profissional técnico. Contudo  não tendo um, o melhor a fazer é consultar profissionais do setor para dar umas dicas ou orientações, ou até mesmo esboçar um  rascunho de projeto e suas etapas para que você tenha uma direção.

Nas etapas dos serviços, há vários aspectos que devem  ser observados. O que vem primeiro?  Por exemplo, colocação de pisos e azulejos, pintura, elétrica, forros. Haverá cortes necessários  no piso ou parede para colocação de dutos, cortes da base das portas para aplicar piso sobre piso etc. Dividir as atividades e ordena-las é fundamental.

Procure fazer um projeto funcional, abuse do rascunho, onde ficarão os móveis, quais os tamanhos, procure o maior numero de informações, visite apartamentos  decorados para ter ideia de espaço, acabamentos. Enfim  busque informações visuais  e orientações de  quem já reformou.

Para verificar se os recursos são suficientes, anote todas as informações adquiridos até aqui, medidas do ambiente, comprimento, largura, pé direito, portas e janelas, bancadas. Calcule as áreas dos ambientes, quantidades de tomadas, interruptores etc.  Esta lista será de grande importância na hora de fazer os orçamentos. Com as anotações você pode analisar se os recursos disponíveis são suficientes.

Por fim, a logística, este item requer muita atenção. Falo aqui de uma situação muito comum e que gera grandes atrasos nas obras. Quando a entrega do material está agendada,  e não chega, ou ainda, não vem todo o material ou vem errado.

Neste caso antecipar as entregas, fazer conferência dos materiais com espaço de tempo razoável para o inicio dos trabalhos é  fundamental, mesmo porque, nem sempre podemos alocar todos os materiais no local por uma questão de mobilidade.

Concluindo um bom planejamento requer tempo e dedicação, contudo o resultado é excelente. Boa obra.